Metafísica da Imaginação

15.00

Estudos sobre a Consciência Irrealizante a partir de Sartre

Paulo Alexandre e Castro

O que é imaginar? A imagem é uma coisa na consciência ou uma forma de consciência? Podemos pensar sem imagens? Qual a importância da imaginação na arte? E que influência tem no nosso comportamento? No nosso quotidiano? Porque imaginamos figuras fantásticas ao olhar para uma nuvem ou para uma mancha numa toalha? O esquizofrénico imagina? Estas são algumas das questões que norteiam o exímio trabalho de investigação de Paulo Alexandre e Castro e que a BonD se orgulha de apresentar.

O autor materializa nesta obra um dos maiores estudos feitos a nível internacional sobre a teoria sartreana da imagem. Analisa as obras de juventude do filósofo francês, que alargam a compreensão do sistema sartreano, e revê os seus lugares de crítica, -as chamadas «metafísicas ingénuas da imagem» que iam de Descartes a Husserl. Descreve num ritmo de pergunta-resposta, muito do agrado dos leitores, as teses contidas n’ O Imaginário, e tece os pontos críticos da teoria sartreana, relembrando a este propósito G. Durand, Merleau-Ponty, M. Dufrenne entre outros, não deixando contudo de ressalvar a importância e o alcance desta teoria, cruzando e abrindo novas perspectivas para a fenomenologia, para a filosofia da arte, para a estética, para as ciências cognitivas.



1.ª edição: 2006
200 pp
ISBN
15 €

Descarregar Sumário [PDF]
Descarregar Prefácio [PDF]